Um dos grandes “baratos” da equitação é que para praticar não existe diferenciação de idade, de criança a sênior, ou gênero.

A prática da equitação é extremamente democrática, nivelando idade e gênero.

A equitação é um dos poucos esportes onde homens e mulheres competem em condições de igualdade, assim como os cavalos e éguas.

Apesar de haver diferenciação de categorias quando se trata de competição, aprender a montar é igual, independentemente da idade.

Trabalhamos com crianças acima de 5 anos, pois levamos em consideração não apenas o tamanho, mas também a idade em que elas já têm noção de aprendizado. Antes disso, é e deve ser apenas brincadeira, algo que também levamos em consideração com as crianças maiores, pois tem que ser divertido.

O mesmo podemos dizer em relação aos seniors, onde o que deve ser considerado não é a idade, mas sim a capacidade física de subir e descer do cavalo, bem como a condição para se sustentar nele. E, havendo essa capacidade, os benefícios são imensos.